Visualizações de páginas/visitas.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Processo Administrativo - Direção. (click aqui para ler)

Após o Planejamento e a Organização dentro do Processo Administrativo,a terceira funçào é a Direção.
Uma vez definonido o planejamento e estabelecido a organização,resta fazer as coisas andarem e acontecerem. Este é o papel da direção,acionar e dinamizar a empresa e fazê-la funcionar. A direção está relacionada com a ação e como se colocar em mancha e tem muito a ver com as pessoas.
A direção é a função administrativa que se refere ás relações interpessoais dos administradores com seus subordinados. Ela trata basicamente de relações humanas. Para que o planejamento e a organização possam ser eficazes,eles precisam ser completamentados pela orientação a ser dada ás pessoas por intermédio da comunicação e habilidade  de liderança e de motivação. Para dirigir os subordinados,o administrador em qualquer nível da organização no qual esteja inserido,precisa comunicar ,liderar e motivar. A maior parte do tempo do administrador é aplicada em comunicação,liderança e motivação,gestão de conflitos,enfim todos os processos pelos quais os administradores procuram influenciar os seus subordinados para que se comporte de acordo com as expectativas e consigam alcançar os objetivos da organização.
Vimos que as empresas são organizações formadas e mantidas pela atividade organizadas de pessoas,cujo objetivos individuais somente podem ser atingidos pela conjugação de esforços coletivos.
Conforme as empresas crescem,os seus objetivos iniciais,que se confundem com os objetivos de seus indicadores,passam por modificações e gradual complexidade,a tal ponto de os objetivos organizacionais se tronarem gradativamente diferentes e até mesmo antagônicos em relação aos objetvos dos participantes das empresas.


CONCEITO DE DIREÇÃO

De um certo modo,esta parte dedicada á direção da ação empresarial deverá limitar-se apenas á condução das atividades dos participantes que atuam internamente dentro das fronteiras empresariais,os empregados em todos os níveis hierárquicos da organização empresarial. Convém lembrar que os empregados,como pessoas, não vivem exclisivamente dentro das empresas. Eles participam também de outras organizações,das quais tamém dependem para viver e nas quais desempenham outros papéis sociais . Então,a empresa não constitui a vida inteira das pessoas,nem possui a amplitude  de uma sociedade. As pessoas se encontram apenas parcialmente incluídas na empresa.
Os assuntos mais ligados á direção são:

  • Comunicação;
  • Estilos de liderança;
  • Métodos de motivação do pessoal.

A direção constitui uma das mais complexas funções administrativas,pois envolve:


  • Orientação;
  • Assistência;
  • Execução;
  • Comunicação;
  • Liderança.

Enfim,todos os processos pelos quais os administradores procuraminfluenciar os seus subordinados para que se comportem dentro das expectativas da empresa. Como não existem empresas sem pessoas,a variável humana é um importante desafio para a sua administração,pois as empresas só podem funcionar se as pessoas estiverem ocupados seus cargos e desempenhando seus papéis de acordo com o que lhes foi solicitado. Se quisermos compreender o comportamento das empresas,precisamos estudar o comportamentos dentro delas.
Dirigir significa interpretar os planos para os outros e dar as instruções sobre como executá-los. Como tempo é dinheiro quando se fala em negócios,a má interpretação de solicitações,relatórios ou instruções pode provocar elevados custos. O bom executivo é aquele que sabe explicar as coisas ás pessoas para fazê-las bem e prontamente. A direção está relacionada com a atuação sobre os recursos humanos da empresa. Em todas as empresas,os vários recursos devem ser combinados em proporções adequadas,para produzir um dado resultado de produtos ou serviços. E é com os recursos humanos que a função administrativa de direção está relacionada.
Da mesma maneira como as empresas são infinitamente variáveis e diferentes entre si,também os seus participantes,as pessoas,são variáveis e diferentes entre si. Há duas alternativas para estudar as pessoas em uma empresa:

  • PESSOAS COMO PESSOAS: Dotadas de caracteristicas próprias de personalidade e de individualidade,aspirações,valores,atitudes,motivações e objetivos individuais;
  • PESSOAS COMO RECURSOS: Dotados de habilidades,capacidades,destrezas e conhecimentos necessários para a tarefa empresarial.

A alternativa de visualizar as pessoas como recursos empresariais não deve deixar de lado os aspectos pessoais de personalidade,individualidade,expectativas,valores,motivações,entre outros das diferentes pessoas. O que complica tudo é,as empresas são:

  • As empresas são pessoas;
  • Empresas são grupos;
  • empresas são empresas;
  • Administradores administram pessoas;
  • Administradores administram grupos;
  • Administradores são membros de grupos;
  • Administradores são participantes de empresas.

O Administrador está tanto dentro quanto fora desse complicado círculo de relacionamento. Ele administra pessoas,mas também é administrado por alguém. Ele administra grupos e equipes,mas também faz parte de grupos e equipes.


PODER E AUTORIDADE

A dierção está intimamente relacionada com a autoridade e o poder. Os termos autoridade e poder são utilizados com uma variedade de significados na literatura administrativa. Ambos são meios de influência. Para a empresa realizar o que foi planejado e dentro do esquema organizado a fim de alcançar seus objetivos,as pessoas devem ser dirigidas com o objetivo de desenvolver suas atividades e colaborar com a empresa para ser  bem-sucedida em seus negócios. Isso envolve um processo de influenciação das pessoas. A autoridade e o poder constituem meios de influência se refere ao comportamnetos,atitudes e sentimentos de outra pessoa ou pessoas. A influência pode ser feita por vários meios,entre os quais:

  • Persuação;
  • coação;
  • Sanções;
  • recompensas. 
O poder significa o potencial para exercer influência. Uma pessoa pode ter poder para influenciar outras pessoas e nunca tê-lo feito. A autoridade tem um significado mais restrito e representa o poder institucionalizado. O termo autoridade refere-se ao poder que é inerente ao papel de uma posição na organização. A autoridade é delegada por meios de descrição de cargos,títulos organizacionais,políticas e procedimentos da empresa. Ela representa o poder legal ou o direito de comandar ou agir. Ela é um poder designado a uma pessoa como condição básica para que a autoridade possa se impor. ainda que o termonão seja usado com uniformidade,em geral é definido como um poder legal ou direito de comandar ou agir,ou seja,autoridade é o poder de comandar os outros para agirem ou não e proporciona a força cesiva para o grupo. A autoridade é um conceito implícito no conceito de poder,ter autoridade significa ter poder. A recíproca nem sempre é verdadeira,pois ter poder nem sempre significa ter poder. A recíproca nem sempre significa ter autoridade. A autoridade é o poder legal e socilamente aceito.
Na Prática,a direção exige diferentes estratégias com base em diferentes tipos de poder. Cada tipo de poder envolve uma diferente relação entre a pessoa que exercita o poder e a pessoa sujeita ao poder.
No sentido mais amplo, o poder significa a capacidade de limitar as escolhas dos outros.
No próximo Post falaremos sobre a quarta atividade do Processo Administrativo, O Controle.


Texto pesquisado no livro Idalberto Chiavenato.
Por Lumara Ximenes

2 comentários:

adorei o texto!
me ajudou muito!

Obrigada pelo auxilio, estou formada uhul :)

Postar um comentário

Compartilhe com agente o que você achou do texto anterior.

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More